breaking news

Momentos da vida Portuguesa …. Julho |09

Julho 10th, 2009 | by Odv

Pela casa
Em plena época de campanhas eleitorais (em Janeiro abriu a caça ao voto)estamos também em época de calores, muitos e variados.
Cá pela casa estamos a preparar a nova época. Como no futebol, mas sem dispensas nem contratações.
Esperamos ter algumas mudanças durante a “silly season” para recomeçarmos com novidades o ano de trabalho, que para nós será Novembro.
Até lá… temos o destino traçado. Como no fado.
Pelo Concelho
Na nossa casa concelhia a loucura está generalizada.
Nós avisámos e agora confrontamo-nos mesmo com as loucuras mais inesperadas.
A verdade é que o “Odivelas.com” com a “OdivelasTV” deram um safanão nas práticas informativas do Concelho.
Os agentes sociais e políticos foram apanhados de surpresa e a impreparação para viver com esta novidade é generalizada e tem sido difícil de digerir por quase todos.
Como de costume há sempre uns mais atentos que apanham estes comboios na primeira estação, e claramente a CDU/PCP que não brinca em serviço percebeu o significado, percebeu para que serve…
e percebeu como lidar com essa realidade.
PS e PSD dentro de um autismo inexplicável e coligado ainda passam ao lado fechando os olhos, convencidos que só existe aquilo que vêm.
Com os olhos fechados… não se passa nada ! A distração é tal que os candidatos olham a câmara e colocam-se à frente da objetiva, prejudicando a captação da imagem dos próprios correligionários.
Palavras para quê ?
A CDU tem mantido ações sistemáticas de aparecimento público. Sejam ações de protesto localizadas e dirigidas a objetivos concretos, seja sob a forma de apresentação dos seus candidatos.
O MOC vai aparecendo também com regularidade, tentando mostrar-se. Bem precisa.
O BE anda muito “low-profile” a capitalizar as asneiras dos restantes.
PS e PSD continuam coligados, na responsabilidade pela gestão camarária assim como na recusa aos debates que preparámos para esclarecimento público.
O PSD vai aparecendo em encontros com a população e também com o lançamento dos candidatos às Freguesias.
O CDS não existe. Ou é o PP que não existe ? E mesmo sem existir é exigente !
Nos últimos dias vários acontecimentos chamaram, necessariamente, a nossa atenção.
– Finalmente Susana Amador formalizou a candidatura à Presidência da Câmara de Odivelas. Esta apresentação que todos sabíamos que iria acontecer (mesmo sem bruxas e cartomantes vamos adivinhando algumas coisas) arrastou-se no tempo o mais possível. Porquê ? Bom, primeiro e na nossa opinião, porque Susana Amador se sente traída pelo poder central em vários aspetos (áreas territoriais que deveriam ter passado para controlo da autarquia, centros de saúde, Rio da Costa, parque escolar,…) e quis pôr preto no branco qualquer promessa, nova ou antiga antes de avançar em definitivo. Depois porque quem está no poder gere o seu calendário de acordo com as conveniências próprias. Faz parte das regras deste jogo.
Quanto à apresentação propriamente dita… esperávamos mais da “festa”.
Não da candidata que, a nosso ver, fez tudo quanto pôde para “animar a malta”.
O discurso de candidatura teve um momento incompreensível.
Não entendemos os elogios ao Presidente da Câmara de Loures. Depois de ter sido o “inimigo público nº1” do Concelho e dos seus habitantes durante 4 anos, passou por varinha mágica a herói e eventualmente a salvador da “pátria odivelense”.
Afinal qual é o “lobo mau” na história dos SMAS ?
Um pormenor nada relevante para a política. O excelente grupo de bailado que apareceu a enfeitar a festa (vindo de Almada) e os espectadores mereciam que tivesse havido uma explicação prévia sobre as peças exibidas. Bonito mas…
– Foi descerrado um monumento ao “Rei de Odivelas”.
D.Diniz passou a ter uma rotunda, na avenida que já era sua, agora com um monumento em honra.
Vamos ao monumento.
Há 3 (três) anos o nosso colega Diário de Odivelas publicou uma reportagem sobre o monumento a El-Rei D.Diniz, que estava em construção com conceção e realização de Luís Laroche.
Há 3 (três) anos que o monumento foi retratado, foi publicado e portanto conhecido publicamente.
Para os distraídos e para os demagogos vai uma ajuda. Procurem em:
http://diariodeodivelas.com/2006/231106tertulia.htm

O custo deste monumento (exatamente este) foi incluído no orçamento camarário de 2008, tendo sido  inevitavelmente discutido no fórum político do Concelho.
Quem desconhecia a sua existência ?
Quanto ao valor artístico apenas queremos deixar claro que, pelo menos, não nos parece mal. É uma opinião pessoal, só.
Como sempre há quem goste e quem deteste. É bom sinal. Significa que tem valor.
– durante a inauguração apareceu uma “manifestação espontânea” de contestação ao monumento (?);
– a manifestação foi tão espontânea que foi conhecida com antecedência e teve lista de palavras de ordem rimadas;
– alguém anda a semear tempestades que é a pior política que pode ser feita;
– LuisLaroche, autor presente no acto, não tem nada a ver com a demagogia política e merece o respeito de todos.
Escrevemos lá atrás que PS e PSD não perceberam o que se passa com a “nova” imprensa do Concelho. Esta coisa da notícia em cima da hora e com imagem ainda lhes faz uma confusão muito grande. A prova está na recusa da participação nos debates políticos que preparámos, em conjunto com os nossos colegas do Diário de Odivelas e Nova Odivelas. Depois da aceitação vem a recusa. O PSD esteve presente nos debates possíveis (a dois), recusando agora os debates sobre temas específicos.
O PS recusou os debates todos. Se isto faz parte de uma política democrática… é porque já estamos nos tais 6 meses de intervalo. E não disseram nada ao pessoal.

Pelo País
BPP/SLN – Estas siglas são de um dos maiores embustes de âmbito financeiro que já alguma vez passaram pela economia portuguesa.
Juntamente com BCP e com o BPN (pelo menos estes) constituem o argumento para um grande filme, “A Grande Vigarice” !
Não lhe posso chamar roubalheira porque, sendo uma roubalheira, a coisa fica muito óbvia e há políticos que preferem pseudónimos aos nomes de batismo.
Entretanto deu para ter bem visível a maneira de pensar do português classe média-alta. Tem dinheiro sem saber como, nem como geri-lo. Procura as vias tortuosas de um banco que se diz dos ricos, pudera, apresenta-se cheio de truques, “espertices” bem ao gosto daquele “investidor” português.
Promessas e procedimentos que encantam qualquer “espertalhuço” nacional.
Taxas altas fora do mercado, nomes sonantes a ajudar ao marketing e a possibilidade de tudo aquilo passar ao lado de declarações de impostos, mais valias e o resto.
Cada um daqueles depositantes faria o possível por fugir aos impostos (peço desculpa a algum que eventualmente não entre neste grupo !) mas agora que o tiro saiu pela culatra é aos impostos dos restantes portugueses que querem ir buscar o prejuízo.
Até o Presidente de todos os portugueses navega nestas ondas. Ele que se habituou a ir ao leme…
Avisado pelos amigos para entrar, foi avisado pelos amigos para sair.
E há avisos grátis ?
Nos EUA um vigarista precisou de um ano para ser acusado, preso e condenado a uma centena de anos de prisão.

Em Portugal vão soltar um que tem estado preso (preventivamente…);
Mantiveram outro durante meses como Conselheiro da República;
Consideram ainda outro com direito a avião privado e a segurança especial (40 nada menos);
E mais, muito mais…
Assim continua a justiça portuguesa. Neste ponto o Presidente anda distraído.
Não tem recados para mandar.
O Ministro da Economia, Manuel Pinho, “foi demitiu-se”. Há muito tempo que Manuel Pinho devia ter feito aquele gesto bem ao nível dos “paralamentares” portugueses. Estaria já esquecido a esta hora e Portugal teria sido poupado a uma data de disparates ministeriais. Para quando gestos idênticos dos Ministros da Justiça e das Obras Públicas ? O Comendador Berardo ainda tem, certamente, lugares disponiveis.

Pelo outro mundo
Falemos do nosso outro mundo, só para notar:
– A Coreia do Norte aí está em pleno;
– No Irão Ahmadinejad começou a ganhar percentagem de aderentes. Os opositores estão todos a afastar-se… com gripe “M” (de mortal…);
– Na China começou a grande rebelião amarela. Aquilo que temos previsto como inevitável acontecer, parece que começou. Uma coisa será certa, a população chinesa vai diminuir. Isso é garantido.
Portanto tudo coisas boas.
Este mundo está pacífico !

Odivelas, 10/07/2009
(odivelas.com)

Comments are closed.