breaking news

Odivelas – Consequências da chuva

Janeiro 4th, 2010 | by Odv

Fomos recebendo ao longo dos últimos dias informações, que temos vindo a verificar, referentes a estragos causados pelas chuvadas que têm caído nas últimas semanas.

Felizmente Odivelas desta vez e até agora não tem queixas referentes a cheias (já o Concelho vizinho de Loures não pode dizer o mesmo), mas várias têm sido as notas que nos chegam referentes ao espaço ajardinado da Ribeirada e ao Jardim da Música.

No primeiro caso são evidentes os estragos, grandes, provocados em grande parte por deficiência de construção, como é fácil concluir, mesmo a um não-especialista.

Imagens do Circuito da Ribeirada onde os estragos, grandes, são evidentes.

 

 

No segundo caso a verificação que nos é possível fazer não nos permite concluir qualquer “desgraça” atual ou eminente

 

 

 

 

  

 

Nas fotos acima:Aspecto dos estragos assinalados no Jardim da Música. Na 3ª foto vê-se,
do lado direito, o exterior da parede da sala de refeições da esquadra de
Odivelas, que surge à esquerda da terceira foto
.

O contacto estabelecido com a PSP de Odivelas trouxe-nos a informação de que nada de complicado, por enquanto, aconteceu no espaço que nos assinalaram do refeitório da esquadra.

Entretanto pudemos concluir pela existência de infiltrações, bem visíveis no escurecimento da parede de fundo do refeitório, que numa primeira relação causa-efeito nos parece resultar da acumulação de humidade nos terrenos subjacentes ao exterior daquela parede e que são parte do Jardim da Música.

Mas não mais do que isso.

No que se refere à zona da Ribeirada preocupa-nos, naturalmente o custo da reparação e se esse custo está ou não, coberto por garantia do construtor respectivo.

Esperamos que esteja, mas sabemos que foi instaurado um processo de averiguações destinado a estabelecer responsabilidades pelo estado em que aquele espaço ficou.

Esta reação foi rápida e esperemos agora que as conclusões também surjam com rapidez assim como o seu conhecimento.

Tal como está… é mesmo muito mau.

Comments are closed.