breaking news

Hospitais, Centros de Saúde e outros

Janeiro 5th, 2010 | by Odv
A questão da assistência médica à população de Odivelas continua na ordem do dia.

A espinha dorsal da assistência médica a toda a região onde Odivelas se enquadra é o famoso (pelas más razões) Hospital de Loures/Odivelas, saga que dura há cerca de 20 anos, com sucessivas promessas de construção “imediata”.

O espaço geográfico está marcado no terreno há muitos anos, e mesmo a sinalética que dava a conhecer aos passantes na estrada o local destinado, foi destruído com o passar do tempo.

O lançamento da primeira pedra da construção, mais uma vez prometida para o imediato, foi adiada, desta vez pelo 1º Ministro que iria assistir à cerimónia.

Recorde-se que em 2004 (Loures Municipal Nº9) houve cerimónias de assinaturas de despachos e anúncios públicos de início de construção pelos governantes da época (1º Ministro Durão Barroso, Ministra das Finanças Manuela Ferreira Leite e Luís Filipe Pereira Ministro da Saúde).

A conclusão então prometida e assinada seria em 2008…

Entretanto em Odivelas está instalada, mais uma vez, a polémica em torno dos Centros de Saúde sim, Centros de Saúde não.

Projecto da Nova Unidade de Saúde de Odivelas

Segundo a CDU a construção dos chamados Centros de Saúde (cujo conceito foi, entretanto, atualizado para Unidades de Saúde Familiar) foi também mais uma vez adiado, acusando a Câmara e a sua Presidente de enganar a população e a Comunicação Social que foi transmitindo as notícias do desenvolvimento dos processos.

O “odivelas.com” comenta em local próprio (página da política) o comunicado que a CDU fez distribuir, mas reafirmamos que as informações que pudemos obter sobre o assunto são de molde a podermos confirmar que a construção de duas Unidades de Saúde Familiar irá arrancar muito em breve (com garantia durante e primeira metade de 2010) no espaço que estava destinado ao centro de Saúde, ao cimo da Av. Abreu Lopes (hoje utilizado como parque de estacionamento provisório).

O processo desta construção tem vindo a ser desenvolvido no âmbito da ARSLVT, que lançará a obra por adjudicação direta.

Trata-se de uma construção complexa, tanto pela dimensão como pela exigência técnica do projeto, a desenvolver em 3 pisos (sendo um abaixo do solo) e que irá servir a população de Odivelas.

Informações que obtivemos apontam ainda a forte probabilidade de, também na Ramada, ser instalado dentro de meses, um serviço de saúde novo para apoio à população da zona.

Comments are closed.