breaking news

Era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto…

Janeiro 19th, 2010 | by Antonio Rodrigues

Odivelense adoptivo, as minhas origens estão a norte, numa terra que, geralmente, é identificada com o ditador mais conhecido da nossa História recente. Mesmo se um presidente de câmara inaugura, provocatoriamente, uma praça Oliveira Salazar, no dia 25 de Abril, Santa Comba Dão é muito mais que uma fatalidade histórica.
Odivelas sofre de outro tipo de fatalidades. Se, territorialmente, é um pequeno concelho, a dimensão dos seus problemas é gigantesca. Uma década a viver por cá não foram suficientes para os perceber todos e um curso intensivo de candidato autárquico resolveu apenas parte deste lacuna.
Parafraseando o escritor Mário de Carvalho, era bom que trocássemos umas ideias sobre o assunto. Todos os assuntos. Todas as ideias. A política local não é património da Quinta da Memória, embora a memória seja muito importante na política.
Ateu, marxista heterodoxo e ecologista praticante, toda a minha trajectória política foi moldada nas militâncias da esquerda alternativa. Primeiro no Partido Socialista Revolucionário e a partir de 1999 no Bloco de Esquerda. Pelo meio, colaborações com o movimento anti-racista – SOS Racismo, activismo na defesa dos direitos dos professores contratados e dirigente do Sindicato de Professores da Grande Lisboa (SPGL). Actualmente, activista do Movimento Escola Pública (MEP).
A “odivelas.com” é um meio singular de informação, imparcialidade e debate democrático. Nem todos os órgãos de comunicação do concelho se podem orgulhar do mesmo. Ser colunista neste espaço é algo que me honra e, por isso, só posso agradecer o amável convite do Sr. Paiva Setúbal.

António Rodrigues

——————————————————————-

A Informação aqui contida é da inteira responsabilidade dos respectivos autores e não poderá ser reproduzida/copiada na sua totalidade ou parcialmente sem a sua autorização

Comments are closed.