breaking news

ODIVELAS

Fevereiro 20th, 2010 | by Luis F. Silva

 Esta quinta-feira foi anunciada na Assembleia Municipal a morte do Odivelas, nos moldes em que o conhecemos.

Foi por iniciativa do Bloco de Esquerda que o assunto foi discutido e ficámos então a saber pelo vereador Hugo Martins, que tem a seu cargo a área desportiva, que o Odivelas não tem reabilitação porque está insolvente e que o importante agora será salvar o património e manter o equipamento para que se continue a formar jogadores na área do futebol e a dar continuidade à actividade desportiva.  O que virá a seguir ninguém sabe, ou não quer dizer e sinceramente, espero que não seja outro Odivelas, onde apenas mude o nome e a personalidade jurídica.

O declínio e queda do Odivelas tem na sua origem as mesmas razões que estão na origem da queda de muitos clubes por esse país fora. Recordo-me do Salgueiros, da Ovarense, do Campomaiorense, do Marco, do Maia e mais recentemente, esta época do Atlético de Valdevez. Alguns conseguiram a salvação no último sopro de vida (Sp.Farense) ou começaram de novo (Alverca). Mas em todos há traços comuns, que passam por objectivos megalómanos, promiscuidades entre a actividade política e desportiva e uma vida acima das suas possibilidades reais, acompanhada por uma engenharia financeira que transforma a contabilidade num lodaçal, tornando-se hábito viver dos subsídios e dos apoios financeiros das edilidades, ou seja, à custa do contribuinte. 

Pelo meio ficam os sócios, sempre presentes quando se trata de questionar as Direcções ou os técnicos quando os resultados desportivos não aparecem, mas sempre alheios e ausentes quando é preciso resolver o essencial, a estabilidade e sustentabilidade de um clube. Recordo-me de Assembleias Gerais onde não estiveram 50 sócios. E é este alheamento que permite e proporciona tudo o mais. É por este alheamento, que se permite que alguns se sirvam do futebol para projecção da sua imagem pessoal e não o sirvam voluntariamente como deveriam, ou no mínimo se propuseram. Agora é fácil arranjar um ou outro culpado.

Para mim, a culpa começa nos sócios e no seu desinteresse pela vida do clube, que não se restringe ao resultado deste ou daquele domingo, sendo estes até, consequências de outras debilidades mais importantes.

Vítimas de injustiça, são os trabalhadores que sempre deram o melhor pelo clube no desempenho das suas funções e os jovens atletas, ainda em formação e logo a viverem na primeira pessoa estas situações deploráveis.

Chegados aqui é importante salvaguardar o património e manter no espaço a escola de formação dos mais pequenos. A cidade pouco perderá se não tiver um clube na 2ª Divisão, mas certamente que sofrerá danos irreversíveis se a actividade desportiva de formação com os números que o Odivelas representa for interrompida. Depois, com outro nome e outra personalidade jurídica é importante que o que vier a seguir, seja uma instituição credível e com sustentabilidade, mas salvaguardando os postos de trabalho e os trabalhadores.

Fora isto, permitam-me concordar com o vereador Hugo Martins. Não poderá ser com o dinheiro dos contribuintes que se vai resolver um problema de uma instituição desportiva privada, criado por ela própria. E eu calculo o quanto dizer isto lhe doa. Também ele teve a honra de suar aquela camisola e desinteressadamente a levar a momentos de glória. Mas é o que está certo fazer nesta altura. Ao contrário, outros que já foram dirigentes do clube e que por inércia ou abandono também contribuíram para que se chegasse a este ponto, nem teriam falado no assunto, não fosse o Bloco de Esquerda a levá-lo para discussão na Assembleia Municipal.

Começar de novo pode ser bom, mas é fundamental que se tenha aprendido com os erros.

Luís Filipe Silva

2 Comments

  1. Fernando says:

    Exemplo a seguir.

    Caros Amigos e Amigas,

    Vejam como se pode ajudar um clube com um processo de INSOLVENCIA e não é necessário esconder nada de ninguém.

    Será que o presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo está a cometer um crime ao ajudar um clube INSOLVENTE?

    Poderá a nossa Presidente de Câmara seguir este exemplo e aplica-lo ao Odivelas FC?

    Ou será que nos Açores as leis são outras e os Advogados da Câmara estão passar uma informação errada ao Presidente da Câmara?

    Leiam esta noticia pois é publica.

    1 – noticia pois são 3.

    80 mil euros adiam insolvência do clube

    O financiamento de 80 mil euros que a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo atribui este ano para apoio à actividade desportiva do Lusitânia dos Açores deverá estar disponível na próxima semana, disse à agência Lusa a presidente da Câmara de Angra. Andreia Cardoso admitiu que o financiamento pode contribuir para ajudar a resolver os problemas imediatos, permitindo assegurar a participação das equipas do Lusitânia envolvidas na Liga profissional de basquetebol e na Série Açores da III Divisão de futebol. Declarou, porém, ter “muitas dúvidas sobre a possibilidade” de sobrevivência do clube, face à “complexidade” da situação financeira com que se debate.

    2-

    A Comissão Executiva do Lusitânia deu por terminada esta segunda-feira a atividade desportiva do clube, um dos mais emblemáticos dos Açores, avançando nos próximos dias com o processo tendente à declaração de insolvência.

    “Por iniciativa dos atletas, as equipas do Lusitânia envolvidas na Liga profissional de basquetebol e na série Açores da III divisão de futebol ainda poderão participar em algum jogo, mas o clube não dispõe de meios para garantir a presença em competição”, afirmou à Lusa João Meneses, porta-voz da Comissão Executiva.

    O dirigente do clube de Angra do Heroísmo explicou que a decisão de encerramento da atividade desportiva decorre da recusa de uma instituição bancária em renegociar a dívida do Lusitânia, confrontado com um “bloqueio completo das suas receitas”.

    O processo para a declaração judicial de insolvência vai começar a ser tratado nos próximos dias por um jurista do clube que agrega 500 atletas.

    Apesar de ter baixado nos últimos dois anos de 4,5 para cerca de 3 milhões de euros, a dívida do clube supera em muito o seu património, avaliado em 1,5 milhões de euros, e os seus credores pretendem proceder à execução de penhoras.

    3-

    Açores: Dirigentes do Lusitânia discutem pré-acordo com credores para salvar clube

    A Comissão Executiva do Lusitânia reúne-se esta quarta-feira à noite, em Angra do Heroísmo, para debater um pré-acordo negociado com os credores, o qual poderá garantir a sobrevivência de um dos mais emblemáticos clubes dos Açores, ameaçado de insolvência.

    Sem revelar o teor do entendimento negociado com os credores por um dirigente lusitanista, um responsável dos “leões” de Angra disse à Agência Lusa que a sua validação carece de aprovação pela Comissão Executiva.

    O volte-face nas negociações com os credores ocorre depois, de na segunda-feira, os dirigentes do Lusitânia terem anunciado a suspensão das actividades desportivas e de a presidente da Câmara de Angra ter revelado a disponibilização, na próxima semana, de um financiamento de 80 000 euros ao clube.

    Em declarações à Lusa, Andreia Cardoso admitiu que o financiamento poderá contribuir para ajudar a resolver os problemas mais imediatos do clube, permitindo, nomeadamente, assegurar a participação das equipas do Lusitânia envolvidas na Liga profissional de basquetebol e na Série Açores da III Divisão de futebol.

    Embora tenha caído nos últimos dois anos de 4,5 para cerca de três milhões de euros, a dívida do clube supera em muito o seu património, avaliado em 1,5 milhões de euros.

    Fundado em Junho de 1922, o Lusitânia agrega um total de cerca de 500 atletas e foi a primeira equipa açoriana a ingressar nos campeonatos nacionais de futebol (época 1978/79).

  2. Fernando says:

    Numa pesquisa feita sobre o que se têm passado no Odivelas FC encontrei num forum algumas perguntas que ate hoje ninguem soube respondar e as quais penso que só poderá haver dois responsaveis um o Senhor Administrador da Insolvencia e o outro o Senhor Presidente Humberto Fraga.
    Como o senhor diz e bem uns passaram por lá para se promever e neste momento são vereadores e ate presidentes na cidade de Odivelas e no tempo deles o clube já estava em Insolvencia o que fizeram nada.
    Outros tiveram lá para tirar o pouco que havia e se não fossem obrigados a sair ainda lá estavam.

    Quem é que um dia vai ter a coragem de colocar as respostas a estas Perguntas.

    Eis um pouco da historia do clube desde 2002.

    Quando é que os sócios vão ter resposta para estas perguntas será a Comissão que lá esta no Clube ou o senhor Administrador da Insolvência que vai apresentar contas dentro de dias, e ai vamos ver o que vai ser apresentado.

    Será que vão colocar fotocopias do cheque do Benfica a ordem do Odivelas que foi levantado, e por quem???

    Será que vão colocar o contrato do Ginásio e as copias dos cheques, dos 37.000.00 mil, só 27.000.00 entrou, quem ficou com os 10.000.00???

    Será que vão colocar copias dos cheques do pai do jogador Frias que deviam ter entrado no Clube, e quem ficou com esse dinheiro?

    Será que vão explicar todas as despesas apresentadas dos 27.0000.00, que eram irregulares??

    Será que vão apresentar as contas que deixaram de pagar a treinadores, posto medico, fornecedores, agua e luz???

    Será que vão apresentar quando devia o Clube em 2002 e quando devia em Maio de 2009?

    E quem ficou com o saldo de caixa???

    Quem levantou o dinheiro da caixa do jantar feito na quinta do bretão pois foi pago pelos pais dos atletas?

    Quem colocou a factura da viagem a Dinamarca na caixa e levantou 9.500,00€ do Banco? Este valor foi pago pelos Pais do atletas.

    Quem falsificou a assinatura do senhor Antonio Mota para colocar um documento no Tribunal?

    Porque ficou a factura da Legea por pagar dos equipamentos que foram comprados para o Mundialito? Pois o dinheiro entrou no Clube.

    Só lamento, e ai sou contra esta comissão é que até agora não ter posto tudo publicamente como prometeu quando tomou posse.
    A comissão não pode estar este tempo todo sem dar contas aos sócios. Deixo aqui um apelo a Comissão, as contas já deviam ter sido apresentadas ontem, cada dia que passa os papagaios, não se calam.