breaking news

O 25 DE ABRIL QUE TEMOS…

Abril 27th, 2010 | by Carlos Correia

Comemorou-se mais um aniversário do 25 de Abril, e o Presidente da República veio chamar a atenção, para os chorudos ordenados e prémios que os gestores públicos e privados auferem, num país que se encontra com uma grave crise económica e financeira.
Apesar da apresentação do PEC, pelo Governo, as estâncias europeias e mundiais, colocam algumas reticências, na capacidade de o mesmo poder ser cumprido e conseguir levar o País a recuperar economicamente.
O desemprego continua a ser uma preocupação social muito grande, não se vislumbrando uma quebra no crescimento do mesmo.
Senão vejamos, os números divulgados, recentemente pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), são bem claros, o desemprego registado aumentou 18,1%, se compararmos com o mês homólogo de 2009, e 1,9%, quando confrontado com o mês anterior.
É muito preocupante… E ainda mais, quando não verificamos medidas coerentes e acertadas, por parte do Governo, no sentido de fazer face a este flagelo
No PSD nacional, verificou-se aquilo que toda a gente esperava, uma vitória, por maioria (61% dos votos), de Pedro Passos Coelho.
As primeiras medidas tomadas, levam no sentido de procurar congregar as várias facções internas, de forma a tornar o partido mais forte, tendo para isso, chamado para junto de si, Paulo Rangel e Aguiar Branco.
O País necessita de um PSD forte e com capacidade de ser alternativa política ao PS.
Em Odivelas, verificamos que continuamos a ter mais do mesmo.
Na última Assembleia Municipal, foram levantadas várias questões, tendo sido as mais pertinentes, as relacionadas com contratos de prestação de serviços, de dois deputados municipais.
A questão, na minha opinião, não se coloca se os mesmos enfermam de legalidade, mas sim, se não estão inquinados de ilegalidade moral e política.
Como dizia e muito bem, o sr. Vereador Carlos Bodião, e presidente da concelhia do PSD, no seu blogue, será que o pior que a democracia criou, terão sido este tipo de intervenientes, ou aqueles que querem a mudança do estado actual das coisas, em Odivelas?
Será que, querer a mudança, é ser ressabiado?
Mas, curioso, um dos contratos é exactamente com o pelouro do Ambiente!
O PS e a sra. Presidente, Susana Amador, também não ficam isentos, pois comenta-se, e gostaria de frisar, comenta-se, que estes contratos fariam parte do acordo político, no sentido de tornar viável, a governação da Câmara. Não quero acreditar…
Aproveito, no entanto, para mais uma vez questionar a sra. Presidente, que como já anteriormente escrevi, refere que a Câmara Municipal de Odivelas (CMO), será aquela que mais técnicos superiores (licenciados) terão, no País.
Não haverá em todos esses técnicos, alguns que sejam juristas, que possam dar pareceres e dessa forma, pouparem à Câmara uns bons milhares de euros anuais?
Custa-me a crer! E também não quero acreditar, que a senhora presidente não confie nos quadros técnicos superiores camarários.
Acredito piamente, e conforme percebi de uma intervenção de um deputado municipal do PS, que a CMO se encontra à beira, ou já, em ruptura de tesouraria e desta forma, em falência técnica, e que a sra. Presidente, mais do que ninguém, estará interessada em diminuir custos. Poderia começar por todos esses contratos, que se encontram pela Câmara, com forma idêntica.
Então, qual será a razão, para que isso não aconteça?
Se calhar, seria importante que os munícipes, tomassem conhecimento da razão de ser desses contratos.
Para meu espanto, assisti, também nessa Assembleia Municipal, a uma tomada de posição de um reputado deputado, no sentido de que se tinha oposto, durante a campanha para as Autárquicas, à constituição da coligação e à escolha do candidato, que liderou essa mesma coligação.
Eu gostaria de perceber e se calhar a maioria dos munícipes odivelenses também, qual a razão, e tendo todo o direito à indignação o sr. Deputado, porque aceitou fazer parte da lista candidata? E mais! Ser deputado municipal?
No que é que se revia, enquanto militante de um partido político?
É estranha a mente do ser humano… vá-se lá perceber!
Ou será, que somos todos os munícipes odivelenses, fraquiiiiiiinhooossss…..

José Carlos Correia
Economista

—————————————————-

A Informação aqui contida é da inteira responsabilidade dos respectivos autores e não poderá ser reproduzida/copiada na sua totalidade ou parcialmente sem a sua autorização