breaking news

Vereadores Independentes, Hernâni Carvalho e Paulo Aido relativas à última Reunião do Executivo da Câmara Municipal de Odivelas(13.Out.2010)

Outubro 15th, 2010 | by Odv

Nota Informativa do Gabinete do Vereador Independente Paulo Aido eleito pela coligação «Em Odivelas Primeiro as Pessoas» sobre a Reunião de Câmara ocorrida na tarde de ontem, 13 de Outubro.

Obras no Casal da Serena
O Vereador Independente Paulo Aido requereu sobre o destino que a Câmara pretende dar ao Casal da Serena, um terreno municipal com mais de 32.000 m2 e onde decorrem obras de vulto que envolvem uma bacia de retenção de águas pluviais e trabalhos em linhas de água, decorrentes da construção do centro comercial Dolce Vita. Na perspectiva de estarmos perante património municipal importante, o Vereador questionou se houve lugar à autorização de utilização, algum tipo de cedência e a que titulo e quais as eventuais contrapartidas daí
resultantes.

Veja documento total em formato pdf»

 

Nota Informativa do Gabinete do Vereador Independente Hernâni Carvalho eleito pela coligação «Em Odivelas Primeiro as Pessoas» sobre a Reunião de Câmara ocorrida na tarde de ontem, 13 de Outubro.

Entendimento com o SMAS ou encontrar alternativa
O Vereador Independente Hernâni Carvalho voltou a recomendar urgente entendimento com o SMAS de Loures ou a procura de um outro compromisso que evite os sistemáticos cortes no abastecimento de água no concelho. As anomalias no abastecimento de água ocorridas entre os dias 5 e 8 de Outubro na Póvoa de Santo Adrião foram dadas como exemplo dos transtornos aos munícipes e ao comércio com especial evidência para a restauração.

Veja documento total em formato pdf»

 

2 Comments

  1. MaximaVaz says:

    corrigindo “ficção”

  2. MaximaVaz says:

    Quanto a terrenos municipais, nunca ninguém infornou o destino de 90.000 metros quadrados onde se previa a construção de um parque desportivo, na quinta de Porto Pinheiro. Posteriormente, num boletim municipal, fomos informados que se transferiu para a Paiã. Hoje temos silêncio absoluto.
    No terreno referido construiu-se o campo de futebol. Desconheço se o pavilhão multiusos ainda foi construído lá também, mas admito que sim.
    Mas os equipamentos previstos eram: 1 campo de futebol relvado, 1 campo relvado com 8 pistas de atletismo, 1 campo pelado, 1 pavilhão gimnodesportivo, 4 campos de ténis, 2 piscinas de 25 metros (uma delas coberta), 1 anfiteatro ao ar livre, 1 ringue de patinagem, 1 pista de skate, parque infantil, 1 pavilhão de profissões, 1 biblioteca, espaços de lazer e cultura. Na assinatura do protocolo da cedência dos terrenos estiveram presentes, além dos autarcas em funções, o representante da Direcção Geral dos Desportos, Coronel Oliveira Santos, o representante da Associação de futebol de Lisboa, Major Baptista da Silva, e o Vice-Governador Civil de Lisboa, Machado Lourenço. Como se demonstra há factos que provam que isto é real, embora pareça fixão. Eu assisti à cerimónio e tenho mais informação. Já questionei publicamente as autoridades locais sobre estes terrenos. Ignoraram a pergunta e o silêncio caiu sobre este assunto. Alguém está disposto a dizer-nos que destino se deu à totalidade destes terrenos? É que 90.000 metros quadrados dão para muita coisa!