breaking news

Aqui se fala de doces, de Outeiros e de freiras…

Janeiro 8th, 2011 | by Máxima Vaz
Aqui se fala de doces, de Outeiros e de freiras…
Patrimonio
0

Que tristes estão as freiras,
Por verem tão mal tratada
Sem amor nem maneiras
A famosa marmelada

Dizem que foi por amor
Sem a mínima maldade
Que lhe tiraram a cor
E lhe deram qualidade

Nunca foi doce de guerra,
Mas de carinho e amor,
E só quer que nesta terra
Lhe refinem o sabor

Tenham juízo, ora essa!
Marmelos já na água fria!
Ordena a madre Abadessa.
VEM AÍ A POESIA!

Abaixo a guerra e a tristeza,
É a festa da poesia,
Versejar é uma beleza,
Uma alegre sinfonia.

Ó irmã, dê lá o mote,
Ao seu amado poeta!
Estou em dia de sorte,
A rima vai bater certa!

O visconde bradou bem alto:
Vamos todos p´ra Odivelas,
Aos Outeiros eu não falto,
Vinde comigo, vinde vê-las.

As madres são divertidas,
E têm boas maneiras,
Na réplica são atrevidas,
E nos doces as primeiras!

Maria Máxima Vaz

Comments are closed.