breaking news

SMAS Loures aumentam em 141,9% a taxa de águas residuais na factura de cada munícipe

Fevereiro 11th, 2011 | by Miguel Durão

Na próxima factura da água, veja com olhos de ver….  Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Loures (SMAS), passaram para os clientes os encargos inerentes da aplicação da taxa de gestão de resíduos (TGR), o que significa mais um encargo, para além das taxas habituais, que pode aumentar e muito, a factura da água. Alguns consumidores já protestaram dizendo que o aumento corresponde 141,9%. Os SMAS explicaram este acréscimo, introduzido em Janeiro, com a aplicação do princípio “poluidor-pagador” recomendado pela Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Resíduo (ERSAR).

Segundo a edição de hoje do jornal “Público”, a Câmara de Odivelas confirma que tem recebido reclamações, mas diz que nada pode fazer, uma vez que não tem nenhum representante nos SMAS de Loures, que servem os dois concelhos. Em declarações feitas  ao jornal pelo chefe de gabinete da presidente do município, José Esteves, “Os SMAS não nos pedem opinião sobre as decisões que tomam. Limitam-se a notificar-nos delas. É tudo decidido em Loures”. Para este responsável, o município de Odivelas está a trabalhar numa alternativa aos SMAS.

Por outro lado, João Galhardas, um dos administradores dos SMAS (e antigo vereador da Câmara de Loures), referiu ao “Público” que o aumento se deve à necessidade de passar para o consumidor final os valores que a empresa de tratamento de águas residuais Simtejo cobra ao município. “Até aqui, a Câmara suportava parte desses custos, mas a ERSAR recomenda que sejam cobrados ao consumidor”, adiantou.

Miguel Durão

Comments are closed.