breaking news

CDU – Direito de Resposta – Entrevista a Jaime Ferreira de Carvalho

Novembro 17th, 2011 | by Odv

Direito de Resposta da CDU a “Escola de Fado da Junta de Freguesia de Odivelas, Está bem e Recomenda-se. Entrevista a Jaime Ferreira de Carvalho. ”

 

Direito de Resposta
“Em nome dos eleitos da CDU e a propósito de uma recente entrevista publicada aqui no Odivelas TV, relacionada com a posição da CDU sobre a Escola de Fado da Junta de
Freguesia de Odivelas, importa esclarecer o seguinte:
Antes de mais manifestar a nossa simpatia pelos alunos e professores da escola. A freguesia de Odivelas pode não ter pessoas competentes na Junta mas tem boas
vozes na Escola de Fado. Os nossos parabéns!
As diversas posições da CDU sobre a Escola de Fado são muito simples.
Em primeiro lugar achámos estranhos os critérios orçamentais deste executivo PSD.
As colectividades e associações da Freguesia, no seu todo recebem cerca de 16.000 euros/ano e a Escola de Fado, entre despesas directas e a avença do assessor para o
Fado recebe perto de 20.000 Euros.
Ou seja, uma única actividade recebe mais do que todo o movimento associativo da Freguesia e foi com este critério que não concordámos aquando da discussão do orçamento para 2011.
Em relação ao regulamento da escola, considerámos exagerados alguns mecanismos subjectivos e discricionários que o PSD quis aprovar na Assembleia de Freguesia.
Na primeira versão do regulamento que o executivo da Freguesia apresentou, os alunos passavam a estar obrigados a comunicar à escola os convites que, na sua vida particular, recebiam para ir cantar.
As faltas passaram a ser motivo de expulsão e só contam como faltas justificadas aquelas que uma qualquer pessoa nomeada pelo Presidente da Junta considere que devam ser justificadas…
Consideramos um absurdo o que está escrito no regulamento e dissemo-lo aquando da sua discussão.

O Presidente da Junta faltou à verdade à Assembleia de Freguesia quando afirmou em alta voz que nunca ninguém tinha sido proibido de frequentar a Escola de Fado e as instalações do Pavilhão Polivalente. Os alunos sabem que isso não é verdade e nós também sabemos, por isso o afirmámos nessa mesma reunião.
Estas têm sido as nossas questões de fundo sobre a Escola de Fado!
Sobre a entrevista ao Sr. Assessor para o Fado da Junta de Freguesia importa igualmente dizer o seguinte:
Consideramos politicamente cobarde a decisão do executivo PSD em mandar o seu assessor tecer comentários sobre intervenções feitas por eleitos na Assembleia de Freguesia.
Os assessores da Junta são pagos com o nosso dinheiro para trabalhar e não para fazer comentário político.
Consideramos igualmente escandalosa a atitude digna de um verdadeiro cacique do mesmo assessor ao intimidar os alunos sobre o que aconteceria ou deixaria de acontecer caso a CDU ganhasse as eleições para a Junta de Freguesia. Vergonhoso e Inqualificável!
Poderíamos rebater, aqui e agora, todos os disparates debitados por este senhor assessor nesta entrevista. Mas a sua atitude de rastejante subserviência ao Presidente da Junta apenas nos merece a mais piedosa comiseração, pelo que nos ficamos por aqui.
Para terminar um último comentário à entrevista.
Consideramo-la um péssimo trabalho de jornalismo. É daquelas peças que fará corar de vergonha qualquer jornalista digno desse nome.
Violam o vosso próprio estatuto onde afirmam que esse é “um órgão de informação que recusa o sensacionalismo e é orientado por critérios de rigor, isenção e honestidade no tratamento das notícias”.

Para além dos apartes desonestos e atentatórios do bom nome e dignidade de pessoas, ignoraram a mais elementar regra de informar:
Saber separar claramente os factos da opinião E quem não o sabe fazer, não deveria andar de microfone na mão.
Pretendemos que este comunicado, elaborado ao abrigo do direito de resposta, esclareça de uma vez por todas esta questão e que acima de tudo reponha a verdade dos factos.”

Documento em formato pdf»

Comments are closed.