breaking news

MAIS DO MESMO! – Painho Ferreira

Janeiro 30th, 2013 | by Odv

topo_painhoSabe-se agora o que já se pressentia há tempo! A C.M. de Odivelas pretende “concessionar”, (leia-se privatizar), o abastecimento e distribuição de águas, o tratamento de águas residuais e a própria recolha de resíduos sólidos.

No substracto  destas iniciativas em que os Vereadores do PS e do PSD andam de “braço dado” , está o mito da superioridade da gestão privada quando comparada com a gestão pública. Não quero aqui lembrar a “magistral”  gestão privada  o BPN, nem  outros casos que me recuso a admitir tenham qualquer semelhança com o assunto em apreço.

Na realidade,  o  PS não fala em privatização, mas sim numa concessão pelo prazo de trinta anos, o que vai dar no mesmo. O PS (de Odivelas) escuda-se na impossibilidade de  se entender com o PS (de Loures). Estranha justificação esta! Que  PS é este que não encontra internamente caminhos, nem se consegue entender para maximizar os benefícios à população que teoricamente deve servir?

A acreditar  nas palavras e textos emanados pelo PS, o avançar  para  esta soluçao decorre directamente da incapacidade de  entendimento do PS de  Odivelas com o PS de Loures. Ora isto é confessar publicamente um fragilidade  confrangedora! Afinal…PSs há muitos… seus

A água é o bem mais precioso da Terra, tão imprescindível como o ar que respiramos! Privatizar a exploração e distribuição de recursos hídricos é ideia que só cabe  no mais profundo pensamento liberal, aquele que acredita cegamente nos mercados. Contudo, para provar a falencia das teorias ultra liberais está aí acrise que actualmente atravessamos e que dolorosamente se abate sobre a maioria esmagadora  do nosso Povo.

Dir-se-ia que um PS avisado não embarcaria em tais aventuras! Parece contudo que este PS (de  Odivelas) se prepara para  tomar a dianteira.

Todavia,se pensarmos bem,  esta proposta não estranha nem espanta. Afinal  há muito que os responsáveis políticos da CMO praticam uma gestão a longo prazo! Entenda-se com isto que se especializaram em empurrar problemas para o futuro.

De modo faraónico vão tomando decisões que ultrapassam em muito os limites  do seu mandato, decisões essas que afectam gerações e que condicionam o exercício do poder autárquico durante décadas. Assim, proõem agora concessões a trinta anos! Para um jovem de vinte anos isso significa que só aos cinquenta se poderá ver livre de uma tal concessão. Quanto a mim, certamente que morrerei durante o período de vigencia de um tal contrato.

A mesma “técnica  de empurrar para  o futuro”  foi usada pelo PS de Odivelas para fazer as famigeradas Parcerias Publico/privadas ao abrigo das quais construiu o Pavilhão Multiusos e a Escola dos Apréstimos. Os montantes globais desses investimentos cairão impiedosamente sobre  os Orçamentos Municipais durante  mais de duas décadas em que as rendas  terão valores médios anuais superiores a dois milhões de euros! E contudo, como tivemos ocasião de demonstrar, era  possível o mesmo trabalho com um custo muito inferior   (na ordem dos vinte milhões de euros).

A obra está lá, e conforme nos justificaram aqui mesmo no Programa Formula Resolvente, foi apenas uma experiencia… Experiência muito cara que ronda a má gestão e a incompetência…As dívidas estão lá e cabe-nos agora pagá-las! Cabe às gerações futuras suportar também este  fardo que deriva de uma “experiencia”!

Quem ganha e quem perde com este tipo de decisões políticas?  Sabemos quem perde e talvez um dia possamos vislumbrar claramente quem ganha.

A impossibilidade de entendimento entre a CMO e a CML no que concerne a uma gestão partilhada dos SMAS é certamente uma falácia.

Se não se conseguem entender  para  resolver um problema tão importante a ilacção que devem tirar é a de que não estão à altura dos lugares que ocupam. Então e já que se aproximam eleições autárquicas era de bom tom que  se desse a palavra aos cidadãos os quais devem ser claramente  ouvidos sobre o rumo a tomar.

Avançar agora à pressa para a concessão,  revela que o medo do futuro se apoderou dos actuais responsáveis do PS e do PSD da Câmara Municipal de Odivelas.

Há, este ano de 2013, eleições. Que se discuta aprofundadamente o problema na campanha eleitoral. Mais: que cada força política coloque no seu programa a solução que preconiza. Assim ficará claramente  expresso o que cada um propõe.

Não tenhamos medo da democracia! Deixemos a população decidir, bem informada, livre de manipulações e em plena  consciência.

Aceitam o desafio?

  Painho Ferreira

One Comment

  1. filipasaojose says:

    Curioso… acabei se descobrir, que há uma linha comum entre a Sra Susana Amador e o sr. Passos coelho… chamemos-lhe teimosia, há falta de melhor. «Custe o que custar», o mesmo guião.