breaking news

Odivelas – Câmara nunca fez obra na Avelar Brotero

Abril 4th, 2016 | by Antonio Tavares

Paulo César contradiz Susana Amador em resposta a deputado do CDS-PP P&G_AVBROTERO

O Município de Odivelas nunca realizou nenhuma obra de remodelação da escola básica Avelar Brotero, eis a conclusão que se retira da resposta do vereador Paulo César Teixeira às perguntas do deputado José Maria Pignatelli, na última sessão da Assembleia Municipal. Trata-se de um facto que contradiz recente afirmação da ex-presidente da Câmara de Odivelas, na Comissão de Educação e Ciência da Assembleia da República. É que Susana Amador – agora deputada na Assembleia da República -, afirmou que o Município de Odivelas já fez obra na Avelar Brotero, respondendo à intervenção de Abel Batista, deputado centrista, que salientou a necessidade de requalificar esta escola de Odivelas, convicção que retirou da visita àquela escola, onde participou Ana Rita Bessa, também deputada do CDS-PP, na Assembleia da República. Tratou-se de um evento organizado por João Pedro Galhofo, presidente da Juventude Popular de Odivelas, que aconteceu no passado dia 3 de Fevereiro.

Ora foi este episódio que determinou o autarca José Maria Pignatelli a interrogar se a Câmara Municipal já fez alguma intervenção ao nível de obra no edifício ou no perímetro da escola Avelar Brotero.

Mas no requerimento que entregou na Assembleia Municipal, o deputado do CDS-PP perguntou ainda pela estratégia da Câmara Municipal para o referido estabelecimento de ensino; se a conservação do edificado já é da responsabilidade do Município ou ainda é do Ministério da Educação e Ciência; e pelos custos, em caso do Município ter realizado alguma obra.

José Maria Pignatelli confessa-se surpreendido com a atitude da ex-presidente Susana Amador, pois não distingue o benefício pessoal ou político daí decorrente, “a não ser unicamente embaraçar o deputado do CDS-PP, Abel Batista”. Para o autarca, estas atitudes “só prejudicam o concelho de Odivelas e constituem-se como os pequenos detalhes que descredibilizam a política e os seus agentes, num momento em que precisamente devia suceder o contrário”. E conclui: “A deputada socialista subestimou os eleitos do CDS-PP, ignorando a máxima popular de que a ‘mentira tem perna curta’”.

Em 2009, o PS anunciou a demolição da escola e mostrou o projecto da nova Avelar Brotero

A escola básica 2/3 Avelar Brotero pertence ao Agrupamento de Escolas nº 4 de Odivelas. Trata-se de uma escola pública que chegou a ser um estabelecimento de ensino particular há mais de 50 anos, da autoria de um dos arquitectos mais simbólicos do movimento modernista, o franco-suíço Le Corbusier, que tem o nome do botânico cujo verdadeiro nome era Félix Avelar, nascido em 1744 no Concelho de Loures, tendo sido um eminente professor na Universidade de Coimbra.

Para José Maria Pignatelli, a sobrevivência da escola “depende de uma estratégia educativa para o concelho que consubstancie a eventual reabilitação do seu edifício que encerra alguma deterioração e falta de manutenção”.

Por outro lado – recorda -, em 2009, pouco antes das eleições autárquicas desse ano, a então Presidente da Câmara Municipal, do Partido Socialista, Susana Amador, anunciava a construção de uma nova escola, com o mesmo nome Avelar Brotero, a edificar na urbanização da Ribeirada, e a consequente demolição da actual. Mas esse projecto não passou do anúncio em painéis publicitários e do então programa de campanha eleitoral do PS”.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *