breaking news

Odivelas – José Luís, um Caso de Humanidade

Maio 12th, 2016 | by Antonio Tavares

O José Luís é um homem que muitos de nós já nos habituámos a ver por Odivelas em muitos dos eventos públicos e até nos Paços do Concelho, nas sessões dos órgãos Municipais. A reportagem que apresentamos no vídeo em anexo pretende chamar a atenção para as condições em que vive o José Luís. Um grupo de amigos decidiu tomar em mãos o “caso” do José Luís e, um deles, o Jaime Ferreira de Carvalho, é quem conduz esta reportagem ao sub-mundo do nosso amigo José Luís. As condições exíguas de espaço limitaram inclusive as filmagens que impossibilitaram alguma movimentação da câmara de vídeo. Com uma cama a 1 metro da porta, infiltrações por todo o lado, com aquela cor verde acentuada nas paredes, viver nestas condições de insalubridade é um desafio de desumanidade que quem vir as imagens apenas vai poder imaginar…

Da parte do Executivo a resposta que obtivemos é que a situação está identificada e aguarda aprovação do regulamento municipal de habitação, no sentido de avaliar a prioridade face a outros casos. A Assistente Social já esteve presente no local.

Existem 4000 pedidos de habitação em Odivelas e sem regulamento não é possível priorizar. Apesar de alguns não considerarem o regulamento prioritário os responsáveis da habitação social consideram que, só com critérios definidos é possível fazer uma justa avaliação dos casos.

Vamos continuar a acompanhar o caso do José Luís.

3 Comments

  1. Maria Madalena Pinto Homem e Sousa says:

    Subscrevo, na totalidade, tudo o que a Fátima diz pois era elemento da Junta de Freguesia de Odivelas (1985/1988) e lembro-me muito bem de ver o Zé a dormir onde calhava até lhe ser atribuído aquele espaço. Já lá vão mais de 30 anos e, de facto, já alguma coisa devia ter sido feita.

  2. Antonio Tavares says:

    Importante mesmo na notícia é a situação atual em que vive o José Luís. O rigor na situação é o maior possível. Filmámos o interior e o exterior. Demonstrámos que a habitação não tem condições. O que está em causa e é o foco da reportagem é a situação em que vive o José Luís e sobre isso o rigor é o máximo possível.
    António Tavares

  3. fatmamaral says:

    Boa noite
    Relativamente à notícia do José Luís a mesma contém várias faltas de rigor. É preciso conhecer a história das coisas!
    Conheço o Zé Luís há 49 anos, tantos quantos são os anos em que vivo em odivelas.
    O José Luís trabalhou na REPAL, empresa que já acabou e que ficava onde hoje é a citroen, junto à bostik. Foi colega dele durante alguns anos o meu colega Manuel Lopes, já reformado. O José Luís vivia com a avó, que conheci. Viviam numas barracas frente à espiga dourada onde hoje é a estação do metro. O Zé Luís é conhecido em vários locais e organizações em Odivelas. A. Drª Maria José cardo, já falecida, era médica de família dele e foi quem tratou da reforma que ele recebe e tratou igualmente de garantir que ele receberia sempre alimentação através do curpio. A avó morreu e na altura a junta de freguesia de odivelas, era presidente António gonçalves, então CDU, foi quem tratou da cedência do atual alojamento para o Zé Luís. Dizer-se que poder autárquico nenhum quis saber é falso! Não duvido que nos últimos anos pouco ou nenhum tenha sido o acompanhamento ao Zé Luís. Não duvido que sejam necessárias obras no local onde habita ou que seja considerada outra solução para o Zé Luís. Ele está com 64 anos e com alguns problemas de saúde.
    Acho importante terem dado visibilidade à situação mas é preciso mais rigor naquilo que se afirma.