breaking news

Odivelas – Mário Fonseca defende o CAC da Pontinha na A.M. de Lisboa

Odivelas – Mário Fonseca defende o CAC da Pontinha na A.M. de Lisboa

Julho 6th, 2016
Cidadania

Ficou desmontada toda a estratégia do presidente Fábio da J.F. Carnide para tentar, à custa do CAC da Pontinha, ficar com a gestão de um estádio municipal (tipo Alta de Lisboa), onde dispensaria algumas horas para a atividade do CAC da Pontinha, quando Mário Fonseca interveio na Sessão da Assembleia Municipal de Lisboa, ontem dia 5 de Julho de 2016. Disse, e bem, Mário Fonseca, que não faz sentido entregar o novo estádio à Junta de Freguesia de Carnide mas sim ser atribuído ao CAC da Pontinha a quem ele é devido e, só percebe isto, quem veja um pouco mais além do que a promessa de luz e água pagas. Sobre o presidente Fábio de Carnide disse ainda Mário Fonseca que, embora lhe tenha sido indicado pelo Presidente da CML, Fernando Medina, como alguém com competências delegadas para o assunto, nunca até agora esteve disponível para avançar e que lhe pareceu estar interessado no fim do CAC da Pontinha como Clube autónomo.  Acrescentou ainda Mário Fonseca, na sua intervenção, que o presidente Fábio da JF de Carnide melhor faria que se dedicasse a potenciar os clubes da sua Freguesia. No fim da sua intervenção, Mário Fonseca foi abordado pelo presidente da JF de Carnide a quem reiterou que a solução passa por resolver a dívida da TERRACEL e evitar o fim do CAC da Pontinha.

Notas Importantes das Conversas Havidas à Margem da Intervenção de Mário Fonseca:

  1. A Câmara Municipal de Lisboa (CML), pela voz dos seus mais altos responsáveis, contrariamente aos seus congéneres de Odivelas, está disponível para apoiar o CAC da Pontinha, nomeadamente entende que uma comissão administrativa é a solução para resolver a situação do CAC da Pontinha. A CML tomou conhecimento que as obras não estavam a decorrer de acordo com o protocolado, que a obra não foi entregue à Playpiso como devia ter acontecido e podia ter acabado com o Clube. No entanto, a CML quer uma solução mas, só aceita reunir com órgãos Eleitos e Legais porque tem conhecimento do processo o qual acompanha com preocupação.
  2. Mário Fonseca ficou agradado com a recetividade da CML à situação do CAC da Pontinha mas, tem conhecimento, que sem uma Comissão Administrativa que apure a real situação do CAC da Pontinha ninguém aceita dirigir o Clube.
  3. O presidente Fábio da JF de Carnide já tem cabimentado pela CML 70.000 euros para o projeto.
  4. Curiosamente sempre que o presidente da JF de Carnide é questionado, porque apoiando o CAC da Pontinha não exige as contas e as provas do regular funcionamento do Clube, responde que não dá verbas ao Clube e que não tem que exigir nada. Na verdade para além de apoios em meios que cede, o presidente da JF de Carnide paga Subsídios, paga as Inscrições e os Exames Médicos dos jovens atletas. Mais um autarca que entregando dinheiros públicos ao CAC da Pontinha não fiscaliza nem atua de acordo com a lei, exigindo o cumprimento da Lei Portuguesa e dos estatutos do Clube.

N.R. O “Odivelas.com” sabe que existem várias dúvidas sobre a lista dos órgãos sociais do CAC da Pontinha. Alguns nomes não correspondem ao que foi anunciado na Assembleia Geral, sendo que tal como na direção anterior existem pessoas que de acordo com os estatutos não são elegíveis. Por esta mesma razão a direção anterior era também, de acordo com os estatutos, ilegítima.

Comments are closed.