breaking news

Odivelas – Falta Cumprir a Democracia

Agosto 15th, 2016 | by Antonio Tavares
Odivelas – Falta Cumprir a Democracia
Noticias
0

Estávamos convencidos que com o novo Presidente Hugo Martins, alguns “vícios” seriam erradicados e acreditando nas suas palavras, o respeito pela Oposição seria um pilar do seu mandato mas, a realidade dos factos, impõe-nos como jornalistas que acompanhamos os trabalhos dos Órgãos de Soberania Locais, dar o público testemunho dos protestos da Oposição. Não vamos embarcar naquela teoria que alguns apoiantes de Susana Amador defendiam para justificar o seu apoio político e do seu jornal, dizendo que a culpa é dos que rodeiam o Presidente. O Presidente tem conhecimento direto e, de uma forma pública nestas sessões, das “queixas” da Oposição sobre o irregular funcionamento da democracia formal e das suas obrigações como garante do sistema Democrático do Poder Local. Falta muito pouco tempo, meses, para alterar esta imagem do Dr. Hugo Martins, futuro candidato do PS à Presidência da Câmara de Odivelas. Haveria de mudar muita coisa, muitas pessoas e, não estamos seguros que o conjunto de alianças que promoveu muitos incompetentes lhe possa dar margem para mexer na estrutura tal como se impunha.

Do mais e sobre os dois vídeos que são a parte fundamental deste artigo referir que Paulo Sousa do BE demonstrou à exaustão as leis, artigos e parágrafos a que todos têm de OBEDECER. Apelou a que o Presidente da Assembleia Municipal faça cumprir a lei, o que todos sabemos não vai acontecer até porque nem coragem existe para chamar à atenção os membros do Executivo que continuadamente e ostensivamente perturbam os trabalhos com conversas… quanto mais exigir seja o que for ao Presidente da Comissão Política do partido de que faz parte… Talvez Miguel Cabrita o fizesse… talvez.

No outro vídeo, José Maria Pignatelli, do CDS-PP, salientou os requerimentos sem resposta que continua a acumular, referiu também, citando Miguel Ramos, do PS, o diminuto tempo de 3 minutos de que dispõe para intervir em assuntos como o “Estado do Município” enquanto que, para um ponto como a adjudicação de parafusos, lhe estão garantidos 8 minutos. O regimento desta Assembleia Municipal, neste como noutros pontos, é o espelho da maioria dos seus constituintes da aliança PS/PSD que, com a exceção citada de Miguel Ramos no PS, não consideram os direitos das minorias. José Maria Pignatelli, terminou a sua intervenção afirmando: “42 anos após a revolução,  ainda temos de concluir e, se calhar, iniciar, um enorme processo de alfabetização, no âmbito da Democracia”.
Paulo Sousa do BE

J.M.Pignatelli do CDS-PP

Comments are closed.