breaking news

Odivelas – Julgamento de 3/Nov Adiado por mais Duas Semanas. Falência do CAC da Pontinha Continua em Agenda

Novembro 1st, 2016 | by Antonio Tavares
Odivelas – Julgamento de 3/Nov Adiado por mais Duas Semanas. Falência do CAC da Pontinha Continua em Agenda
Desporto
0

Pedido de adiamento do julgamento, por parte do CAC da Pontinha, arrasta decisão por mais duas semanas. De qualquer modo este adiamento tem de ser entendido à luz do seguinte:

  1. Fica provado que contrariamente aos boatos que circulavam, os atuais dirigentes do CAC da Pontinha não têm solução para a Insolvência requerida pelo maior credor – a Terrracel
  2. A única solução para o CAC da Pontinha está nas mãos de um grupo de amigos e sócios do Clube que não pretendendo caucionar os atuais dirigentes, aguarda pela declaração de Insolvência, pois tem soluções e projetos para relançar o CAC da Pontinha de volta aos seus anos de Glória.

Notícia Atualizada em 1/Nov/2016


Quinta-feira,  dia 3 de Novembro, no Tribunal de Loures, tem lugar o julgamento que poderá decidir a Falência do CAC da Pontinha. Em Odivelas, há muito tempo que se sabia da iminência deste julgamento e apenas um acordo de última hora, para a divida reclamada de 182.522,74 euros, poderá salvar a Insolvência do Clube.

Como temos vindo a escrever, de nada vale a solução desportiva que tem vindo a ser promovida pelas Câmaras de Lisboa e Odivelas, se o CAC da Pontinha não resolver este pedido de Insolvência apresentado pela Terracel que na próxima quinta-feira se decide.

Caso seja decretada a Falência do CAC da Pontinha, será nomeado pelo Tribunal um Gestor de Insolvência que assumirá o controlo total do Clube sendo afastados os atuais dirigentes.

Lembramos que, para além deste julgamento, que poderá decidir a Falência do Clube, corre também no Tribunal de Loures um outro processo colocado por um grupo de sócios e que já está em fase adiantada no terreno, tendo começado a ser ouvidos vários responsáveis do CAC da Pontinha e, a somar a isto, estará para breve a assinatura dum plano de pagamentos em que o Clube se compromete a liquidar à Câmara Municipal de Lisboa (CML) um valor referente ao contrato-programa de 2013 que a CML votou por unanimidade a resolução, na passada reunião de dia 20 de Outubro (109.500).

 

Comments are closed.