breaking news

Odivelas – Árvores que são uma dor de cabeça

Novembro 23rd, 2016 | by Antonio Tavares

Os moradores da rua Francisco Sá Carneiro, junto à Radial da Ramada, no concelho de Odivelas, têm um quebra-cabeças à frente do seu nariz, ou melhor às janelas das suas casas. São árvores de grande porte, com mais de 14 metros de altura e cada vez de maior envergadura. E desta situação já reclamam à Câmara Municipal desde 2011, mas sem resultados práticos. arvores-saude-2

Trata-se de tipuanas tipu, árvores floríferas, com copa amplas e densas, uma característica do género que, além da altura, tem as ramas que se encontram cada vez mais perto das fachadas dos edifícios. O resultado é sintomático: fim da exposição solar, e pelas casas entram mosquitos e outros insetos, pelugem de aves e pólenes, sobretudo no final do Inverno ou Primavera, altura em que acontece a floração da espécie. Também há quem lembre que pagou mais pelo panorama amplo que disfrutava.

O crescimento relativamente rápido é uma das características do género que admite poda. E é aqui que se enquadra o diferendo entre moradores e técnicos municipais, pois estes últimos limitam-se a indicar que as árvores se encontram robustas e em bom estado, não carecendo de qualquer intervenção. Contudo, ignoram que a espécie é presentemente preterida em favor de outras, devido ao seu porte corpulento, raízes agressivas e à fragilidade de sua madeira, que é mais propícia a quebras nos exemplares mais velhos.

De recordar que, há décadas atrás, as tipuanas tipu entusiasmaram muitos arquitectos e paisagísticas que as utilizaram na arborização urbana em cidades mediterrânicos e de países subtropicais.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *