breaking news

Odivelas – Agressão Física na Escola Profissional Agrícola D.Dinis da Paiã

Janeiro 13th, 2017 | by Antonio Tavares
Odivelas – Agressão Física na Escola Profissional Agrícola D.Dinis da Paiã
Cultura
0

JP Odivelas condena os actos de agressão física recentemente ocorridos na Escola Profissional Agrícola D.Dinis da Paiã- Pontinha

A Juventude Popular de Odivelas visitou dia 23 de Novembro de 2016 institucionalmente a Escola Profissional Agrícola D. Dinis da Paiã, situada na freguesia da Pontinha, por ocasião do convite endereçado a todos os Grupos Parlamentares da Assembleia da República. A Juventude Popular de Odivelas ingressou assim a Comitiva do CDS-PP de visita a esta Escola Profissional, constituída pelas Deputadas à AR, Ana Rita Bessa e Ilda Araújo Novo, pelo Deputado Municipal do CDS-PP, José Maria Pignatelli, fazendo-se representar pelo seu Presidente, João Pedro Galhofo. Durante a visita tomámos contacto com muitos dos problemas desta instituição de ensino através da Direcção da Associação de Pais da EPADD.
Num primeiro momento, fomos recebidos pelo Adjunto da Direcção da Escola Agrícola da Paiã, Eng. Rodrigo Samouco, na sala do Conselho Directivo da Escola. Num segundo momento, tivemos oportunidade de tomar conhecimento dos problemas que mais afectam a comunidade escolar pela voz das representantes da Associação de Pais, Isabel Leal e Isabel Fiadeiro.
Após a reunião, a Comitiva em representação do CDS-PP e da JP visitou as principais zonas com problemas infra- estruturais da EPADD, trocando alternativamente impressões com a Direcção da EPADD e com a Direcção da Escola e da Associação de Pais. Concluímos assim que existem problemas ao nível da falta de vedação de toda a área que é propriedade da Escola, o que comporta falhas graves na segurança e vigilância dos acessos à EPADD, ausência de vedação da ponte pedonal que dá acesso entre os blocos lectivos, o que suscita problemas de falta de segurança para a própria comunidade escolar que se desloca diariamente pela referida construção rodoviária que faz a ligação ao núcleo museológico e ao picadeiro, e ainda a ausência de um posto médico ou de primeiros socorros numa Escola Profissional Agrícola, o que consideramos ser injustificável tendo em conta as actividades de manuseamento agrícolas levadas a cabo.
Após o conhecimento das brutais agressões físicas de que o aluno Francisco foi alvo alegadamente por um colega da mesma Escola, a Juventude Popular de Odivelas contactou no dia de ontem de imediato a Direcção da Associação de Pais da EPADD. Naturalmente comunicamos a nossa condenação pelos bárbaros actos de violência ocorridos em frente à entrada principal da Escola Agrícola, que resultaram na perda de 20% de audição de um dos ouvidos do aluno agredido. Temos conhecimento pelos OCS que foi apresentada denúncia à PSP da ocorrência e lavrado auto de notícia pela Esquadra da Pontinha, com vista a que os agressores de 17 e 18 anos sejam identificados e respondam judicialmente pelo crime cometido. Segundo testemunhos de outros alunos da mesma Escola, o jovem menor de 16 anos foi agredido por socos e pontapés, ficando com ferimentos no queixo e nos braços, tendo sido transportado passado alguns minutos para o Hospital Beatriz Ângelo.
A falta de Segurança e Vigilância na EPADD associada aos problemas de falta de vedação na imensa área contígua ao edificado desta Escola Centenária, possibilita a repetição de cenários de agressões violentas entre membros da comunidade escolar e da sociedade civil que pode livremente entrar nesta instituição de ensino sem quaisquer tipos de restrições ao acesso. O Conselheiro Municipal da Educação, João Pedro Galhofo, abordará a situação ocorrida na próxima reunião de 18 de Janeiro de 2017 do Conselho Municipal da Educação, tendo em conta a necessidade de aplicação de medidas urgentes de Segurança reforçada (ainda que provisórias) por parte das Forças de Segurança, e solicitará a produção de um relatório detalhado sobre as condições de segurança nas Escolas Públicas do Concelho de Odivelas, tendo em conta a importância das situações de violência acima retratadas nomeadamente na Escola Profissional Agrícola da Paiã.
Odivelas, 12 de Janeiro de 2017
A Juventude Popular de Odivelas

Comments are closed.