breaking news

Reerguer o Odivelas Futebol Clube é o propósito da nova direção

Janeiro 25th, 2017 | by Antonio Tavares
Reerguer o Odivelas Futebol Clube é o propósito da nova direção
Desporto
0

Será decisivo assumir compromissos, pagar dívidas,  formar jovens e torná-lo reconhecido como outrora.
O Odivelas Futebol Clube já tem corpos sociais eleitos: José Moreira é o novo presidente da direção do clube e após a eleição garantiu que tudo fará “para cumprir com os compromissos passados do clube, pois só assim se poderá voltar a ter credibilidade junto dos odivelenses e da comunidade empresarial” que será importante para “o ressurgimento do clube enquanto marca para que possa voltar a ser reconhecido como uma entidade principalmente formadora como foi outrora”.

O novo Presidente do Odivelas deixou claro que a insolvência do clube já decretada não significa extinção e que “é tempo de recuperar, ganhar novos sócios e patrocinadores que possam ajudar a reabilitar a instituição que foi a mais importante no domínio desportivo do concelho”, garantindo que se” vai manter a sede, aberta desde sempre, a equipa de veteranos e a ideia de concertar um plano de pagamento de dívidas e ou percentagem das mesmas”.

A eleição dos corpos gerentes do Odivelas Futebol Clube aconteceu no passado sábado, dia 21 de Janeiro, numa assembleia geral de associados que teve um início polémico, resultante de alguma atrapalhação inicial na condução dos trabalhos e por que marcaram presença um grupo de seis associados – onde se incluíam Pires Manteigas, e os socialistas Edgar Valles, deputado municipal, e David Viegas, funcionário municipal – que pretendiam adiar as eleições por um período mínimo de dez dias. Esta pretensão acabou por gerar maior revolta entre os restantes sócios que pretendem um regresso à normalidade do clube no mais curto espaço de tempo possível, mesmo antes da decisão em ceder os antigos campos do Odivelas ser deliberada na Assembleia Municipal da próxima quinta-feira.

De salientar que o Executivo camarário decidiu ceder, por 30 anos, o terreno do antigo complexo desportivo do Odivelas Futebol Clube ao Sindicato do Jogadores Profissionais de Futebol, instituição que não tem interesse público, e a troco de obras no valor de 1,5 milhões de euros e cujos prazos de início nem sequer se encontram garantidos, já que na proposta da cedência de superfície, o sindicato apenas está obrigado a iniciar os trabalhos três meses após a aprovação dos projetos. Aliás, esta decisão deverá ser votada favoravelmente na próxima quinta-feira, na Assembleia Municipal de Odivelas que começará às 14 horas.  

O sindicato tem ainda de dar como contrapartida a inscrição gratuita de 10 crianças numa ‘escolinha de futebol’, uma sala nas instalações e um técnico seu apar se deslocar às escolas do município e ainda um disponibilizar aos serviços municipais as instalações 8 horas por semana, precisamente as mesmas horas que a Câmara Municipal se dispõe a ceder no pavilhão Multiusos.

De recordar que o mesmo complexo desportivo, após o inicio do processo de insolvência do Odivelas Futebol Clube, já tinha sido anteriormente cedido ao Sporting Clube de Portugal que chegou mesmo a demolir o Estádio Arnaldo Dias, antes de anunciar a reversão do acordo de cedência.

Assembleia Geral – Parte 1 Contagem dos Votos e Relato da Situação aos Associados

Assembleia Geral – Parte 2 Os Novos Dirigentes

Comments are closed.