breaking news

Câmara regista extinção do Odivelas Futebol Clube – Diligência na conservatória assinada por Edgar Valles

Maio 9th, 2017 | by Antonio Tavares
Câmara regista extinção do Odivelas Futebol Clube – Diligência na conservatória assinada por Edgar Valles
Noticias
0

Câmara regista extinção do Odivelas Futebol Clube – Diligência na conservatória assinada por Edgar Valles

A Câmara Municipal de Odivelas quer assegurar a extinção do Odivelas Futebol Clube. A autarquia registou a dissolução do clube, num procedimento realizado pelo advogado da própria Câmara, Dr.Gonçalo Ribeiro da Costa e a um título que desconhecemos pelo advogado, Dr. Edgar Valles deputado municipal do Partido Socialista.

Esta atuação acontece a pretexto da dívida do clube que se encontra consignada pela reclamação de créditos no processo de falência, num total de 4.300,36 euros, o que contraria as afirmações do Presidente da Câmara proferidas no passado dia 27 de Abril, em plena reunião da Assembleia Municipal.

O acontecimento tem um contorno mais estranho: O documento da conservatória está assinado, carimbado e rubricado por Edgar Valles enquanto advogado, indicando que o causídico o fez na qualidade de mandatário judicial do Odivelas Futebol Clube que não é.

A “Odivelas.com” foi esclarecida de que a direção do Odivelas Futebol Clube não passou qualquer procuração para o mandato forense a Edgar Valles, sugerindo que o advogado fez esta diligência numa conservatória onde é reconhecido sem estar habilitado do ponto de vista legal para o efeito.

O acontecimento abre outra controvérsia: Edgar Valles é um associado antigo do Odivelas Futebol Clube, mas não integra o grupo dos que defendem a continuação do clube mais emblemático de Odivelas e o processo de regularização das dívidas com os credores que está em curso.

Recordar que o Presidente da Câmara de Odivelas tinha afirmado que a autarquia, há muito que tinha perdoado a dívida do clube que ascende a 4.300 euros, uma afirmação desde logo contestada num comunicado de José Maria Pignatelli, também deputado municipal em Odivelas, onde explica que na informação trimestral obrigatória prestada pelo Presidente de Câmara à Assembleia Municipal “o Município apresenta a versão contabilística admitindo que o clube existe já que o seu nome é mencionado na prestação de contas como um dos devedores da Câmara Municipal (…).

VER DOCUMENTOS ABAIXO

Documento – 1

Documento – 2

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *