breaking news

JP Odivelas fora da Coligação PSD/CDS

Agosto 21st, 2017 | by Odivelas.com
JP Odivelas fora da Coligação PSD/CDS
Autarquicas 2017
1

A Juventude Popular de Odivelas informa que se retirou formalmente do Processo Autárquico de Odivelas no dia 28 de Julho de 2017, não tendo indicado qualquer nome centrista a qualquer uma das 6 Listas da Candidatura Autárquica da Coligação PSD/ CDS-PP denominada “Dar Força a Odivelas”.

Divulgamos assim o seguinte comunicado:
A Juventude Popular de Odivelas foi reactivada em Dezembro de 2015 após 6 anos de inatividade política no Concelho. Nos últimos 2 anos, a Juventude Popular de Odivelas não só consolidou a sua posição política no Concelho como se tornou a Juventude Partidária mais activa e participativa em Odivelas, alcançando inclusive o patamar da 2ª Melhor Concelhia da JP do País de acordo com a pontuação obtida no Prémio Adelino Amaro da Costa 2016.

Nos últimos 2 anos de mandato apresentamos 12 propostas para a Área da Juventude à Câmara Municipal de Odivelas em sede de Conselho Municipal da Juventude, concretizámos mais de 100 iniciativas e visitas institucionais a Escolas, IPSS, Empresas e Associações do Concelho e realizámos 6 intervenções no período de participação do público na Assembleia Municipal de Odivelas sobre assuntos prementes para os jovens de Odivelas, como a manutenção do Parque Escolar e do Mosteiro de S. Dinis e S. Bernardo ou a utilidade dada à Biblioteca Municipal D.Dinis e à Casa da Juventude de Odivelas.

Durante o Processo Autárquico 2017, a Concelhia de Odivelas do CDS-PP reuniu apenas 2 vezes com a JP Odivelas sobre as Autárquicas em Odivelas a nosso expresso pedido, designadamente no dia 31 de Março e no dia 14 de Abril. Solicitámos uma reunião com a Concelhia de Odivelas do CDS-PP sobre o Processo Autárquico 2017 para dia 1 de Junho à qual nunca obtivémos resposta, mesmo depois da JP Odivelas ter manifestado publicamente o seu apoio institucional ao Candidato da Coligação PSD/CDS-PP, Dr. Fernando Seara.

A Concelhia de Odivelas do CDS-PP só encetou negociações com a Juventude Popular de Odivelas sobre os lugares de “previsível eleição” de acordo com o Acordo de Relações JC/CDS datado de 1 de Fevereiro de 1986 no passado dia 15 de Julho no momento da Apresentação da Candidatura da Coligação a uma União de Freguesias, nunca tendo sido o tema chamado à colação em momento anterior apesar da lembrança e firmeza da JP em querer fazer cumprir o histórico Acordo.

Sucede que nos termos do Acordo de Coligação com o PSD Odivelas, a Concelhia de Odivelas do CDS-PP aceitou 21 lugares para o nosso Partido dos quais apenas 5 lugares se tratam de posições de previsível eleição. A Concelhia de Odivelas do CDS-PP propôs no passado dia 15 de Julho que a JP Odivelas indicasse 7 lugares a todas as listas da Candidatura Autárquica da Coligação: CMO, AMO, JF Odivelas, UF Ramada e Caneças, UF Pontinhae e Famões e UF Póvoa de Santo Adrião e Olival de Basto, dos quais nenhum seria lugar de eleição directa ou de “previsível eleição.” A Concelhia de Odivelas do CDS-PP comprometia-se à rotatividade dos Eleitos do CDS-PP nas Assembleias Autárquicas para dar lugar aos nomes indicados pela JP Odivelas, porém quando lhes foi solicitado um Acordo de Substituições dos Eleitos no Processo Autáquico de Odivelas a Concelhia de Odivelas do CDS-PP recusou-se a assinar o referido Acordo.

Para além de considerarmos o Acordo de Coligação com o PSD Odivelas um mau Acordo para o CDS-PP Odivelas, perante o qual apenas alcançará mais um Eleito na Assembleia Municipal de Odivelas e outro na Assembleia de Freguesia de Odivelas quando comparado com as Candidatura Autónoma do CDS-PP nas Autárquicas 2013, a Juventude Popular de Odivelas considera que a Concelhia de Odivelas do CDS-PP desrespeitou clarissimamente o Ponto 3.3 do Acordo de Relações da JC/ CDS de 1986 assinado entre o então Presidente do CDS-PP, Prof. Doutor Adriano Moreira e o então Presidente da JC, Dr. Manuel Monteiro, tendo-se encontrado de má fé desde o início das negociações do Processo Autárquico 2017.

Face ao exposto, e após a intervenção do Presidente Nacional da Juventude Popular na tentativa de harmonização dos interesses da JP Odivelas e da Concelhia de Odivelas do CDS-PP, a Juventude Popular de Odivelas retirou-se formalmente do Processo Autárquico de Odivelas no dia 28 de Julho de 2017, não tendo indicado qualquer nome centrista a qualquer uma das 6 Listas da Candidatura Autárquica da Coligação PSD/ CDS-PP denominada “Dar Força a Odivelas”. A Juventude Popular de Odivelas considera que a não integração da nossa estrutura partidária jovem é da exclusiva responsabilidade da inabilidade política e espírito de retaliação da actual composição da Concelhia de Odivelas do CDS-PP. Lamentamos ainda que num Concelho com 1/3 de população jovem, o CDS-PP Odivelas não tenha indicado um único nome jovem e que os 2 primeiros nomes indicados à Assembleia Municipal de Odivelas pelo CDS-PP sejam de dois não municípes de Odivelas sem quaisquer laços pessoais ou familiares com o Município de Odivelas, o que em nada dignifica o nosso Partido.

Ficam assim clarificadas as verdadeiras motivações que levaram a Juventude Popular de Odivelas a retirar-se do Processo Autárquico 2017 com vista a evitar ruídos de fundo e possíveis distorções da realidade face à má condução do Processo Autárquico em Odivelas, sobretudo por parte da Concelhia de Odivelas do CDS-PP no que à JP Odivelas diz respeito.

Odivelas, 21 de Agosto 2017

A Juventude Popular de Odivelas

One Comment

  1. Jaime Ferreira de Carvalho says:

    Parabéns à JP de Odivelas pela sua atitude. Os políticos não vendidos ao sistema e em defesa da sua honra e dos seus princípios, só podem e devem tomar esta posição. Democracia é isto mesmo, sermos nós próprios.